História

Conheça nossa História

A Associação Victorino Fabião Vieira é uma entidade que tem como objetivo trabalhar pela restauração dos prédios históricos da bela cidade de Pelotas, tão importantes para o acervo cultural e arquitetônico do nosso Rio Grande.

Essa Associação foi criada por um grupo que, observando o estado deplorável em que se encontra o Castelo Simões Lopes, residência de seus antepassados e palco de importantes acontecimentos políticos e sociais para a história do Brasil, resolveu, juntamente com outros gaúchos e brasileiros, cooperar com a Administração Municipal, buscando recursos para a restauração dos prédios antigos dessa cidade.

Devolver à sua cidade um pouco da beleza que lhe é própria, restituir, com os cuidados devidos, o glamour de seus prédios, valorizando sua história é a melhor homenagem que podemos fazer aos nossos antepassados, pelotenses ou não, pois todos somos gaúchos e nossa história transitou por aquelas ruas e ficou gravada em suas paredes.

Segundo o Art. 1º, da lei nº 4.568, de 6 de julho de 2000, da cidade de Pelotas: A preservação do patrimônio cultural de Pelotas é um direito inalienável do cidadão, sendo sua realização responsabilidade de todos, especialmente do Poder Público, das instituições, das pessoas jurídicas e das pessoas físicas que, de qualquer modo e a qualquer tempo, fruem ou acessam esse patrimônio.

VICTORINO FABIÃO VIEIRA

A Associação Victorino Fabião Vieira recebeu esse nome em homenagem a um gaúcho simples e altaneiro que amava seu estado e que tinha um carinho imenso pela cidade onde nasceu. Descendente de famílias tradicionais de Pelotas, falava de sua cultura, seus antepassados, sua história; valorizava a esmerada educação que recebera, o convívio com seus colegas do colégio Gonzaga e se emocionava ao lembrar do carinho com que era “paparicado” pela sua “Vovó Alice”, como ele chamava.

Ao homenagear esse gaúcho, homenageamos com ele todos os homens e mulheres que, com suas atitudes, representam a dualidade que aparece na formação do gaúcho pelotense. Foi um gaúcho que trazia em si o requinte, a educação esmerada, a gentileza para com a mulher, o gosto pela boa música próprios dos habitantes cosmopolitas de uma grande metrópole cultural; tudo isso aliado ao gosto pelo campo, o amor pelo cavalo, pelo mate, pelas coxilhas e pelas coisas do Rio Grande que ele amava.

Romântico e altivo, educado e guasca, sensível e valente, capaz de, com a mesma alegria, andar em seu cavalo e ouvir uma ópera. Assim foi Victorino Fabião Vieira, um gaúcho que amava o seu pago e honrava suas tradições, um pelotense que em toda a sua vida prezou a cultura, a boa educação, o respeito à arte, o gosto pela boa mesa e por tudo que faz do ser humano uma pessoa melhor.

Rosita Maria Roldan Vieira

Nossos Objetivos

Legislação Patrimonial

Analisar a legislação pátria e internacional referente à preservação do Patrimônio Histórico, com o intuito de contribuir acerca de sua aplicação e apresentar sugestões que visem à uma melhor eficácia prática de suas normas, na proteção dos bens tutelados;

Educação Patrimonial

Promover ações que auxiliem na formação da cidadania das crianças e adolescentes a partir da noção de pertencimento a uma sociedade e titulares coletivos de um Patrimônio Cultural que deve ser preservado, pois com eles se identifica, elevando sua autoestima e sentimento de utilidade e importância social;

Restauração e Preservação

Elaborar programas e projetos de conservação e recuperação do patrimônio histórico-arquitetônico e cultural da cidade de Pelotas;

Turismo Cultural

Estimular o Turismo Cultural em nosso estado, divulgando-o, inclusive, em nível internacional. Acreditamos que o RS tem uma história linda para contar e se orgulhar e, a partir dela, vários roteiros a serem visitados.